7 dicas para atender bem ao seu cliente – parte 1


Publicado em Categorias Atendimento, EmpresaTags , 4 Comments


Neste post irei comentar 7 dicas simples para você atender bem o seu cliente. Estas dicas nasceram de uma observação pessoal e profissional de diversas empresas e estudos. Vamos começar!

1. Preste atenção!

No domingo passado fui comprar um sorvete, que realmente é muito bom. Chegando ao local entrei na fila e passado algum tempo notei que havia cerca de três vendedores à paisana, porém eles conversavam e se distraiam não dando atenção ao cliente. Eles esperavam que o cliente fossem até eles e não ao contrário como deveria ser feito.

É dever de quem vende estar atento aos clientes que se interessam pelo seu produto ou serviço e criar a aproximação necessária para realizar a venda. A não realização desta ação pode afastá-lo, fazendo com que você não realize a venda.

2. Entregue mais!

Muitas vezes, na ânsia de fecharmos a venda com os clientes oferecemos Deus e o mundo, porém o brasileiro está ficando cada vez mais exigente e quando não se é entregue o que é prometido, tenha certeza de que irá gerar uma má impressão.

O que fazer? Ofereça apenas o essencial e entregue o excepcional. Ex: Vamos dizer que você tem uma oficina mecânica e o seu serviço é realizar apenas uma simples revisão. O cliente chega no estabelecimento, você oferece o serviço e ele contrata. Agora é onde está a mágica, ao invés de entregar apenas a manutenção, porque não uma lavagem simples agregada? Uma troca de óleo grátis na próxima revisão? Tenho certeza de que ele irá ficar surpreso e irá gerar uma ótima imagem.

3. Lembre-se!

Não esqueça dos seus clientes! É normal no meio do mundo dos serviços as empresas após prestado a sua parte não entrarem mais em contato.

Sempre esteja junto do seu cliente, se programe para entrar em contato com eles periodicamente e saber se está tudo certo ou se o mesmo não precisa de outro serviço. Com certeza, eles sempre indicarão aqueles que estão mais frescos em sua memória. Torne o seu cliente um revendedor da sua empresa.

No próximo post falarei as próximas dicas. Alguma dúvida ou sugestão? Comente que nós responderemos! Até a próxima!

Bruno Quaresma
Diretor Consultor da Prática Consultoria & Desenvolvimento. Apaixonado por aprendizado e empreendedorismo.

3 simples passos para você abrir uma empresa (garantido)


Publicado em Categorias EmpresaTags , Leave a comment


Muitas vezes, pessoas empreendedoras desejam realizar o seu sonho de ter um negócio próprio. Porém, muitas delas desistem de imediato por acharem que o processo de abertura é muito dificultoso e que irá exigir uma dedicação extrema. Para desmistificar isso, iremos apresentar três simples passos para você abrir uma empresa.

PASSO #1. DEFINA O SEU NEGÓCIO

Para definir bem o seu negócio, é importante que você saiba responder estas três perguntas abaixo:

1 – Qual o nome do seu negócio (com três possíveis alternativas)?

2 – Quem serão seus sócios ou sócio?

3 – Quais os CNAEs (Classificação Nacional de Atividades Econômicas) de atuação da sua empresa? Qual é o principal?

4 – Qual o regime da sua empresa? (Simples, Lucro Presumido, Lucro Real)

5 – Qual o endereço sede?

Tenha três nomes em mente

A primeira questão pede três possíveis alternativas para que na hora de enviar a sua proposta para a Junta Comercial ela possa ter autonomia de escolher alguma delas caso a principal já esteja registrada e possa dar andamento ao processo sem ter que interrompê-lo.

Escolha bem os seus sócios

É importante escolher pessoas que agreguem valor ao que você faz. Muitas vezes, escolhemos sócios que se parecem conosco e perdemos a oportunidade de agregar valor com outras pessoas de perfis distintos, mas que poderiam complementar competências. É importante que, além de complementar, os sócios tenham em mente o mesmo objetivo e tenham suas metas alinhadas.

CNAE – Classificação Nacional das Atividades Econômicas

Caso você não saiba ou esteja em dúvida em relação ao CNAE mais adequado ao seu negócio, você pode realizar uma busca simples como “CNAE para (colocar o seu tipo de negócio)” no Google.  É importante que após a pesquisa, você acesse o CNAE na íntegra para ver se realmente sua empresa se encaixa no perfil de atuação. Para mais informações acesse este portal.

Simples, Lucro Presumido ou Real?

Na quarta questão, muitos devem estar em dúvida. O regime tributário irá dizer como a sua empresa prestará conta dos tributos que ela recolherá, se será Regime Simples, Lucro Presumido ou Real com base na sua atuação (CNAEs). A principal diferença delas está na forma de arrecadação dos impostos e no percentual estabelecido para cada tipo. Porém, não precisa se preocupar, entre em contato com um Contador e pergunte qual regime você se encaixa de acordo com as suas definições anteriores.

Endereço

Na hora de dar entrada na sua empresa, é solicitado que o endereço de funcionamento dela esteja com o IPTU, alvará de funcionamento e dos bombeiros em dia. Contudo, você deverá pesquisar quais outras licenças ou alvarás serão necessários, pois depende do seu tipo de negócio. Para algumas atividades, a empresa pode ser cadastrada no endereço residencial de um dos seus sócios. Caso você preste serviços e não precise de uma infraestrutura robusta, ou até mesmo não precise, você pode contratar os serviços de um escritório virtual. Muitos oferecem planos onde você pode utilizar sem problemas o endereço deles como endereço fiscal e comercial na Junta Comercial do seu estado.

PASSO #2. ENCONTRE UM CONTADOR

O próximo passo é encontrar um Contador confiável que atue na sua cidade. É ele quem irá dar entrada nos processos referentes à abertura da sua empresa e lhe auxiliará nas demais dúvidas referentes à formalização e aos aspectos fiscais. O processo de abertura em algumas cidades pode levar algumas semanas, já em outras, pode levar apenas 3 dias. Caso você seja de Recife e queira a indicação de um Contador, basta deixar um comentário que iremos lhe repassar o contato.

PASSO #3. PRONTO! VOCÊ JÁ TEM O SEU PRÓPRIO NEGÓCIO

Após a finalização do processo na Junta Comercial, você já poderá emitir notas fiscais (que agora o processo é todo eletrônico), abrir uma conta no banco como pessoa jurídica e usufruir de descontos nas compras de materiais e outros bens.

No que precisar, conte conosco!

Assine nossa newsletter!


 

Bruno Quaresma
Diretor Consultor da Prática Consultoria & Desenvolvimento. Apaixonado por aprendizado e empreendedorismo.